Segunda-feira, 17 de Setembro de 2007

Dialogo de compadres

Fotos Sapo.pt

 

Ò compadre Manel, então o que lhe parece este caso da menina inglesa, uma espécie de segundo caso Joana, visto que tanto num como no outro não aparecem os seus corpos.

Olhe compadre Tubias, acho tudo muito estranho e até lhe digo que me cheira a esturro para não dizer que me cheira mal, muito mal. São historias muito mal contadas tanto pela comunicação social, pela policia e até pelo Ministério Publico.

Pois é compadre Manel a comunicação social tem entrado em histeria colectiva como que a querer adivinhar o fim do folhetim ou concurso, qual big  Brother colectivo, a que nem a igreja e o Vaticano escaparam.

É verdade compadre Tubias e as policias parecem perdidas num emaranhado de hipóteses sem rumo nem credibilidade. Não se compreende qual a razão, coisa nunca vista, o porquê para o Sr. Procurador Geral da Republica se deslocar a Portimão para falar com o advogado que representa o casal inglês.

Tem razão compadre Manel, aquilo deve ser uma família de grande peso político entre os súbditos de sua majestade britânica, parece que move montanhas que nem a fé de um cristão dos antigos. Os de agora já são pessoas de pouca fé!

Pois é compadre Tubias, poderíamos duvidar da fé de um cristão mas não se duvida do peso influente que, com ou sem razão, justa ou injustamente, os “senhores” de Inglaterra conseguem até para contratar o supra sumo da advocacia.

Não lhe parece, compadre Manel, estranha a coincidência das declarações vindas a publico e proferidas por aquela Juíza do Tribunal de Instrução Criminal do Porto de que nos meandros do aparelho judicial se passam “coisas estranhas” que escapam à normal compreensão dos magistrados, não pondo de parte a hipótese de corrupção?

Assim será, compadre Tubias, afinal muita razão tinha aquele deputado que queria combater a dita corrupção e procurou apresentar propostas de lei na Assembleia de Republica e acabou por ter como “prémio” um lugar algures lá para a Europa. Nunca mais se ouviu falar em combate à corrupção, pelo menos com aquela preocupação e profundidade.

Mais uma vez reconheço que tem razão o compadre Manuel, é verdade compadre, até agora, mais recentemente, com o caso da Somague foi para aí um alerido de bradar aos céus mas com a conclusão de Procuradoria Geral da República parece que todos ficamos aliviados, desde os partidos da direita aos partidos da esquerda, passando pelos do meio, todos ficaram caladinhos. Os financiamentos são todos legais e não há qualquer troca de favorecimentos.

Assim parece ser compadre Tubias, podemos dormir descansados que os nossos digníssimos representantes na Assembleia da Republica ou nas autarquias zelam por nós e pelos nossos legítimos e honestos interesses.

Olhe compadre, vamos às migas que a barriga já começa a dar horas que nem o relógio da torre da igreja numa concorrência desleal e injusta.

 

publicado por EBranquinho às 15:15
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De mifares castellan a 25 de Setembro de 2007 às 19:55
Ressalvando alguns errozitos ortográficos - coisa de somenos importância - o blogue é "jeitoso".
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Ressalvando alguns errozitos ortográficos - coisa de somenos importância - o blogue é "jeitoso". <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Videmonte</A> lá está há muitos séculos, integrada nas Terras de Sena. <BR>Nem todas as "fontes documentais" são as melhores e mais exactas. <BR>Todavia, o caminho está aberto. <BR>


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. O Espelho dos outros, ...

. Nova tabela para indemniz...

. Dia Mundial da Poupança

. 25 Milhões, ... É muito €...

. A Igreja Católica, também...

. “Flexiguraça” = a gestão ...

. Aristides de Sousa Mendes

. O espelho dos outros, ...

. Portugal em 28.º lugar no...

. O Preço do Dinheiro, cada...

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Agosto 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds