Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

Exemplos, bons e maus, de ...

Um, bom (?) exemplo de má governação empresarial e do estado em que este país, ainda, se encontra. E exemplos destes abundam por aí em demasia. É caso para se perguntar, que confiança pode ter o cidadão/cidadã nos serviços do Estado enquanto acontecem situações como esta?

 

"Vou processar o Estado pela denúncia" afirma Alice Marques, VÍTIMA DO PORTAL DO GOVERNO

A senhora fez perguntas sobre a relação fiscal da sua empresa, a Mendes Godinho, e acabou denunciada pelo Estado e prejudicada no despedimento. A quem atribui culpas directas pelo sucedido?

Ao gabinete do ministro das Finanças. Foi a ele que enderecei as minhas dúvidas e as minhas questões. Deveria guardar a minha identidade e o meu endereço electrónico. Foi uma promiscuidade total... O portal do Governo não respeita a nossa privacidade e não está à altura de respeitar os deveres, limita-se a enviar as queixas para as entidades. Está em roda livre.

Vai pedir uma indemnização ao Estado?

Vou. Acabei precisamente de falar com a minha advogada. Estamos a tratar disso.

Qual o montante?

Não vou pedir ao Estado menos de 25 mil euros. A minha indemnização foi cortada em 3500 euros, mas os danos materiais e morais são muito superiores a isso...

Admite um acordo com o Estado?

Sim, caso venha a ser ressarcida. Tenho dois advogados a trabalhar neste processo... Vão ter de pagar danos materiais e morais. Há coisas que não têm preço, tal como o direito à minha liberdade de expressão.

As Finanças já admitiram erros e foi anunciado que a Parpública (de quem a Mendes Godinho dependia) apresentará um pedido de desculpas, já o fez?

Não. O site PortugalDiário noticiou isso, acho que foi difundido um comunicado público, mas não recebi nada... eles endossaram à Parpública o pedido de desculpas, mas vou, solidariamente, responsabilizar o Ministério das Finanças e a Parpública. Vou pedir a indemnização a essas duas entidades.

Acha que o Governo está a atirar responsabilidades para cima de uma empresa?

Só falta dizer que o culpado foi o porteiro da Parpública... Estão a tentar desvalorizar a questão e o próximo passo é atribuir o erro a um funcionário.

Que opinião tem da administradora que rescindiu o contrato consigo?

Tenho péssima ideia dela, fez uma péssima gestão. Uma incompetente que se deslocava da Parpública, duas vezes por semana, para gerir uma empresa com a dimensão da Mendes Godinho...

Havia conflitualidade consigo?

Sim, tive alguns "choques" com ela. Tomava medidas de gestão perfeitamente ridículas. Não estava à altura da gestão da empresa e basta dizer que nem sabia ler um mapa financeiro.

Está desempregada?

Estou. Estou no fundo de desemprego.

Voltaria a usar o portal do Governo para apresentar queixas?

Sim, faria o mesmo, não tenho dúvidas. Faz parte da minha maneira de ser. Há direitos, como o da liberdade de expressão, de que não prescindo e nessa matéria estou à vontade. Já tive um processo por abuso de liberdade de imprensa, por causa de um artigo que escrevi num jornal local.

RUDOLFO REBÊLO

In DN online, 22/06/2007

 

publicado por EBranquinho às 12:22
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. O Espelho dos outros, ...

. Nova tabela para indemniz...

. Dia Mundial da Poupança

. 25 Milhões, ... É muito €...

. A Igreja Católica, também...

. “Flexiguraça” = a gestão ...

. Aristides de Sousa Mendes

. O espelho dos outros, ...

. Portugal em 28.º lugar no...

. O Preço do Dinheiro, cada...

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Agosto 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds