Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

Combate à corrupção: Morgado diz-se "farta de retórica"


Segundo o JN-16/05/2007 a directora do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa, Maria José Morgado, afirmou estar "farta de retórica" no combate à criminalidade económica e defendeu a constituição de unidades operacionais entre Ministério Público e Polícia Judiciária.


Afirmando, nomeadamente, conforme citado por aquele matutino "Sou defensora de uma organização funcional com base numa unidade operacional entre o Ministério Público (MP) e a direcção Central de Investigação e Combate ao Crime Económico e Financeiro (DCICCEF) da PJ", disse a procuradora à margem do seminário "Prevenção e investigação do crime de corrupção nas sociedades democráticas", que decorre até hoje em Loures.


Na opinião da coordenadora da equipa de investigação do processo de corrupção no futebol "Apito Dourado", "o Ministério Público tem de sair dos gabinetes e agir no terreno juntamente com os investigadores da PJ", utilizando cada vez mais "métodos de trabalho anti-burocráticos". "Não se combate a criminalidade económica e financeira com improvisação. Temos que ter um MP operacional e criativo", frisou. Para que isso aconteça, defendeu, é necessária organização funcional e cooperação interna institucional, nomeadamente com especialistas em finanças e tributação.

 

A nosso ver não é só a situação do processo "Apito Dourado" que ilustram tal ineficácia investigativa e consequentemente punitiva, por forma a que tal flagelo diminui-se de forma drástica, mas todas as demais situações quer de âmbito privado como publico, nomeadamente de concursos públicos, empresas do sector empresarial do Estado, empresas municipais departamentos públicos, etc., etc.

 

Sendo mais eficaz a investigação e respectivos processos de julgamento certamente que situações como a que se chegou em Lisboa não teriam acontecido. Apesar de tudo, com as próximas eleições, espera-se que resulte um executivo suficientemente idóneo e competente para não deixar repetir situações de nepotismo e tanta vilanagem.

publicado por EBranquinho às 12:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. O Espelho dos outros, ...

. Nova tabela para indemniz...

. Dia Mundial da Poupança

. 25 Milhões, ... É muito €...

. A Igreja Católica, também...

. “Flexiguraça” = a gestão ...

. Aristides de Sousa Mendes

. O espelho dos outros, ...

. Portugal em 28.º lugar no...

. O Preço do Dinheiro, cada...

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Agosto 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds