Sexta-feira, 10 de Novembro de 2006

VIDEMONTE DESENVOLVIDO

Videmonte já não é só estradas ruins nem caminhos sinuosos. Videmonte, embora com muito sacrifício e alguma irreverência, tem-se desenvolvido e tem crescido. Videmonte é hoje uma das maiores freguesias rurais do Concelho da Guarda e certamente a que se mantém com o índice mais alto de população jovem. Nesse caminho de esforço e com muitos espinhos (o que não admira é uma região de muitos castanheiros) finalmente adquiriu o que lhe era devido há muitos anos, a sede própria da Junta de Freguesia. Integrada no edifício do clube ou centro cultural e desportivo, constitui uma boa construção de uso polivalente, sem esquecer uma cozinha tipo industrial para apoio a festas, casamentos, baptizados e outros convívios similares Desse modo, assim se continua a dar utilidade a um espaço que foi de cultura e de formação. Um local onde funcionou durante algumas décadas a escola primária. Bem me lembram aquelas duas salas (uma de rapazes e a outra de raparigas, naquele tempo assim era) e do espaço térreo, descoberto onde se faziam muitas brincadeiras e criatividade de ocupação de tempos livres no intervalo das aulas. Por outro lado, encontra-se em fase de acabamento um excelente lar de terceira idade e centro de dia que, não só pela sua capacidade como pela sua localização e qualidade se pode considerar, sem sombra de duvida, um dos maiores e mais qualificados de todo o distrito. Uma palavra pois, de encorajamento e de parabéns à equipa promotora dessa obra, que é a mais significativa até ao presente, enquanto equipamento social. Este espaço de apoio à terceira idade tem localização estratégico, pois forma um triângulo perfeito com a creche e a escola, podendo por isso ser desenvolvidas actividades que mantenham laços entre avos e netos, sejam eles verdadeiros ou a fingir (netos e avos de adopção). Pelo que acabamos de referir se ilustra que Videmonte é uma freguesia dinâmica, contudo muita coisa ainda lhe falta, e muitas potencialidades ainda tem por rentabilizar. Precisa de mais apoio e sobretudo melhor orientado nos domínios da cultura e no desporto; maior rigor por parte da junta de freguesia no acompanhamento aos projectos de construção e urbanismo; mais limpeza nas bermas da estrada e dos caminhos, assim como melhor controlo no despejar dos lixos que agridem a natureza e poluem as águas; promover iniciativas de acompanhamento ao turismo rural, desenvolvendo traçados turísticos pedestres. Mesmo que venha a estrada até Linhares e Folgosinho ela bem se pode integrar com projectos de passeios pedestres na serra e o planalto de Videmonte partilhado, turisticamente, com as duas freguesias irmãs constituiriam uma forma de defesa da natureza e uma criação de postos de trabalho sobretudo a jovens.

publicado por EBranquinho às 11:53
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. O Espelho dos outros, ...

. Nova tabela para indemniz...

. Dia Mundial da Poupança

. 25 Milhões, ... É muito €...

. A Igreja Católica, também...

. “Flexiguraça” = a gestão ...

. Aristides de Sousa Mendes

. O espelho dos outros, ...

. Portugal em 28.º lugar no...

. O Preço do Dinheiro, cada...

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Agosto 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds